ACIDENTE VASCULAR ENCEFÁLICO ISQUÊMICO: SEUS PRINCIPAIS CUIDADOS NA REABILITAÇÃO E PREVENÇÃO DE INFECÇÕES HOSPITALARES

  • Walisson Santos Vale UniAGES
  • Tais Reis da Costa Oliveira Centro Universitário AGES
  • Fábio Luiz Oliveira Carvalho Centro Universitário AGES

Resumo

O acidente vascular encefálico é uma das principais causas de internações em todo o mundo, além disso, o índice de óbito apresenta dados ainda alto. Objetivo: Este estudo teve como objetivo abordar sobre os casos do acidente vascular cerebral isquêmico e seus principais cuidados na reabilitação e prevenção de infecções hospitalares. Além de abordar sobre a importância do uso da tecnologia. Metodologia: Trata-se de um estudo de revisão de literatura com busca nas bases de dados on-line: biblioteca eletrônica SCIELO (Scientific Electronic Library Online), LILACS (Literatura Latino-americana e do Caribe em Ciências da Saúde), Google Acadêmico, livros e revistas de enfermagem. Resultados e Discussões: Dados mostram que esssa doença é a segunda maior causa de óbitos e de incapacidades, desse modo é de suma importância a atuação multiprofissional, com apoio da equipe de enfermagem, que prestará os cuidados, como na prevenção de infecções respiratória.  Além disso, diante as análises das obras se observou que tecnologia tem muito a contribuir no tratamento, como por exemplo o serious games (ou “jogos sérios” em português), este é um jogo adaptado de acordo com a limitação do paciente, seja este com algarismo, movimentos ou imagens que auxilie na memorização e fala. Conclusão: Conclui-se que, a capacitação profissional frente ao processo patológico tem muito a contribuir no processo de reabilitação e prevenção de infecções.


 

Referências

MANTES, C. E. et al. Telecondutas: acidente vascular cerebral. Porto Alegre: Telessaúde RS-UFRGS, 2018.
WORLD STROKE ORGANIZATION. Os fatos por trás. 6 edição. 2012. Disponível em: http://worldstrokecampaign.org/2012/Learn/Pages/Thefactsbehind.aspx. Acessado em 20 de março de 2019
FARIA, A. da C. A. et al. Percurso da pessoa com acidente vascular encefálico: do evento à reabilitação. Rev Bras Enferm, v. 70, n. 3, p. 520-8, maio-jun., 2017.
GOUVÊA, D. et al. Acidente vascular encefálico: uma revisão da literatura. Ciência Atual, Rio de Janeiro, v. 6, n. 2, 2015.
SILVA, E. de J. A. da; Reabilitação Após o AVC. Porto: FMUP, 2010.
OLIVEIRA, Hadelândia Milon de; SILVA, Cristiane Pavanello Rodrigues; LACERDA, Rúbia Aparecida. Políticas de controle e prevenção de infecções relacionadas à assistência à saúde no Brasil: análise conceitual. Rev Esc Enferm USP · 2016;50(3):505-511
TUON, Felipe Francisco et al. Estudo bacteriológico do lavado bronco alveolar na gestão de antibióticos na pneumonia associada à ventilação mecânica de pacientes em unidades de terapia intensiva cirúrgica. Rev. Col. Bras. Cir., v. 39, n. 5, p. 2353-357, 2012.
BARROS, Saulo Lordão Andrade; PASSOS, Nélson Rangel Santos; NUNES, Maria Augusta Silveira Netto. Estudo inicial sobre acidente vascular cerebral e serious games para aplicaçao no projeto “avc” do núcleo de tecnologia assistiva da UFS. Revista GEINTEC. São Cristóvão/SE – 2012. Vol. 3/n. 1/ p.121-143
RANGEL, E. S. S.; BELASCO, A. G. S.; DICCINI, S. Qualidade de vida de pacientes em reabilitação de AVC. Acta Paul Enferm, v. 26, n. 2, p. 205-12, 2013.
CARVALHO, J. C. et al. Avaliação dos desfechos de funcionalidade e mobilidade pós-acidente vascular encefálico. Revista da Faculdade de Ciências Médicas de Sorocaba, v. 15, n. 4, p. 100-104, 2013.
BRASIL. Ministério da Saúde. AVC: governo alerta para principal causa de mortes. Brasília: Ministério da Saúde, 2012.
HOCINE, N.; GOUAÏCH, A.; DI LORETO, I.; ABROUK, L. État de l’Art des Techniques d’Adaptation Dans les Jeux Ludiques et Sérieux. Revue d’Intelligence Artificielle. França, v. 25, n. 2, p. 253-280, 2011.
HOCINE, N.; GOUAÏCH, A. Jogos Terapêuticos Dificuldade Adaptação: uma abordagem baseada na capacidade e motivação do jogador. In: CONFERÊNCIA INTERNACIONAL DE JOGOS DE COMPUTADOR (CGAMES), 2011, Louisville. Anais… Louisville, 2011, p. 257-261
ALMEIDA, Z. G. de; FARIAS, L. R. Investigação epidemiológica das principais infecções nosocomiais no Brasil e identificação dos patógenos responsáveis: uma revisão bibliográfica. RBPeCS, v. 1, n. 2, p. 49-53, 2014.
BRASIL. Ministério da Saúde. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Neonatologia: Critérios Nacionais de Infecções Associadas à Assistência à Saúde. Brasília: Ministério da Saúde, 2010.
Publicado
2019-08-02
Como Citar
VALE, Walisson Santos; OLIVEIRA, Tais Reis da Costa; CARVALHO, Fábio Luiz Oliveira. ACIDENTE VASCULAR ENCEFÁLICO ISQUÊMICO: SEUS PRINCIPAIS CUIDADOS NA REABILITAÇÃO E PREVENÇÃO DE INFECÇÕES HOSPITALARES. Revista de Saúde ReAGES, [S.l.], v. 2, n. 4, p. p. 46-48, ago. 2019. ISSN 2596-0970. Disponível em: <http://npu.faculdadeages.com.br/index.php/revistadesaude/article/view/265>. Acesso em: 25 set. 2020.
Seção
Revisão Bibliográfica