O CONTROLE SOCIAL COMO REQUISITO DE EFICÁCIA PARA AUDITORIA GOVERNAMENTAL

  • Danilo Virgens Souza Centro Universitário

Resumo

Temas como gestão pública, transparência, corrupção e controle tem sido comuns a sociedade brasileira após a consolidação do processo democrático no País. A finalidade deste artigo é discorrer sobre a contribuição do controle social como um requisito de eficácia para auditoria governamental, apresentando um referencial bibliográfico e discutindo legislações contemporâneas nacionais que tratam do tema. Com o intuito de elaborar um texto didático, este artigo visa o estudo da auditoria governamental de forma sintetizada, abordando os tópicos essenciais. Para tanto este artigo traz uma análise sucinta da auditoria governamental partindo de uma breve digressão histórica sobre a gestão pública, para demonstrar a seguir seu objetivo, organização e princípios constitucionais. Considerando esses itens, tornou-se necessário falar sobre o controle social, suas funções e como está organizado. Tendo demonstrado a auditoria governamental como base de sustentabilidade deste controle e ao mesmo tempo como um conjunto de técnicas que visa avaliar a gestão pública. Nesse sentido, deve-se reconhecer que muito ainda se está por fazer em matéria de avaliação propriamente dita, como modalidade refinada de controle do desempenho dos órgãos e entidades governamentais, bem como de seus dirigentes no tocante aos programas de trabalho e ao cumprimento das metas e objetivos da atuação do poder público.

Publicado
2017-03-07
Como Citar
SOUZA, Danilo Virgens. O CONTROLE SOCIAL COMO REQUISITO DE EFICÁCIA PARA AUDITORIA GOVERNAMENTAL. Revista de Negócios ReAGES, [S.l.], v. 1, n. 1, p. 123-140, mar. 2017. ISSN 2526-6535. Disponível em: <http://npu.faculdadeages.com.br/index.php/revistadenegocios/article/view/36>. Acesso em: 17 out. 2018.
Seção
Artigos Originais