A EFICÁCIA DA ELETROESTIMULAÇÃO EM TRATAMENTO DE LCA EM JOGADORES DE FUTEBOL

Uma revisão de literatura

  • Gabriela Cardoso Araujo Centro Universitário AGES
  • Maiza Borges de Abreu Centro Universitário AGES
  • Maria Tamires da Silva Sandes Centro Universitário AGES
  • Mikaelle Reis Borges Centro Universitário AGES
  • Mônica Marques da Silva Centro Universitário AGES

Resumo

O artigo tem como objetivo demonstrar a eficácia da eletroestimulação no tratamento do ligamento cruzado anterior em jogadores de futebol, essa lesão é muito frequente em atletas, e quando lesionado pode levar a rupturas de grau I, II e III, a eletroestimulação, nesses casos podem ser úteis na prevenção de atrofias e fortalecimento muscular no pós-operatório. Neste artigo foram apresentados a ação da Corrente Russa e do FES, em casos como esses. A Corrente Russa é uma corrente de média frequência que tem a capacidade de desenvolver a contração muscular de forma involuntária, sem precisar que o paciente realize qualquer movimento, levando a hipertrofia do músculo. O FES é utilizado visando à preservação e restauração da funcionalidade e força do músculo que foram comprometidos com a lesão; porém, esses recursos trazem melhores resultados quando associados com a cinesioterapia.          


Palavras-chave: Eletroestimulação, lesão de LCA, jogadores de futebol.

Publicado
2018-08-10
Como Citar
ARAUJO, Gabriela Cardoso et al. A EFICÁCIA DA ELETROESTIMULAÇÃO EM TRATAMENTO DE LCA EM JOGADORES DE FUTEBOL. Revista de Ciências Humanas ReAGES, [S.l.], v. 1, n. 2, p. 47-53, ago. 2018. Disponível em: <http://npu.faculdadeages.com.br/index.php/revistadecienciashumanas/article/view/88>. Acesso em: 17 out. 2018.