A GÊNESE SÓCIO-HISTÓRICA DO HOMEM E A REVOLUÇÃO NEOLÍTICA

  • Everton Melo da Silva Centro Universitário AGES

Resumo

Este artigo tem o objetivo de apresentar, em linhas gerais, a gênese e o desenvolvimento do homem e o momento da Revolução Neolítica (agricultura e domesticação dos animais). Essa discussão é produto de uma pesquisa teórico-bibliográfica a partir de autores que versam sobre as áreas da Arqueologia, Antropologia, História e Filosofia etc.; devido à vasta literatura sobre a temática, optamos por autores que dialogam com a perspectiva crítica. Os principais resultados encontrados foram: a determinação biológica do bipedismo na vida dos homens, a necessidade da vida em bando para sobrevivência dos homens e as novas possibilidades que surgiram com a agricultura para a sociabilidade humana.

Referências

LEAKEY, Richard E. A origem da espécie humana. Rio de Janeiro: Rocco, 1995.

DIAMOND, Jared. Armas, germes e aço: os destinos das sociedades humanas. Rio de Janeiro: Record, 2010.

ENGELS, Friedrich. A origem da família, da propriedade privada e do Estado. 3 ed. São Paulo: Expressão Popular, 2012.

LESSA, S. TONET, I. Proletariado e sujeito revolucionário. São Paulo: Instituto Lukács, 2012

LESSA, Sérgio. Abaixo a família monogâmica. São Paulo: Instituto Lukács, 2012.

LEACOCK, Eleanor Burke. Posfácio: Introdução à edição estadunidense. IN: ENGELS, Friedrich. A origem da família, da propriedade privada e do Estado. 3 ed. São Paulo: Expressão Popular, 2012.

WILLIAMS, Raymond. O povo das montanhas negras. São Paulo: Companhia das letras, 1991.

NETTO, José Paulo; BRAZ, Marcelo. Economia Política: uma introdução crítica. 6 ed. São Paulo: Cortez, 2010.NETTO, 2011
Publicado
2018-08-10
Como Citar
SILVA, Everton Melo da. A GÊNESE SÓCIO-HISTÓRICA DO HOMEM E A REVOLUÇÃO NEOLÍTICA. Revista de Ciências Humanas ReAGES, [S.l.], v. 1, n. 2, p. 12-30, ago. 2018. Disponível em: <http://npu.faculdadeages.com.br/index.php/revistadecienciashumanas/article/view/51>. Acesso em: 17 out. 2018.